Anderson Rodrigues Leitão, de 27 anos, foi condenado, terça-feira (05) a 11 anos e 4 meses de prisão em regime fechado pelo assassinato da ex-namorada, a dançarina Ana Carolina de Souza Vieira, de 30 anos.

Ana Carolina foi assassinada por Anderson no dia 2 de novembro de 2015, na Zona Sul de São Paulo. 

De acordo com a assessoria de imprensa do Tribunal de Justiça (TJ), o júri popular decidiu pela condenação do réu, que continuará preso. Anderson recebeu pena de dez anos por homicídio qualificado e um ano e quatro meses por furto simples.

As qualificadoras do assassinato são meio cruel e recurso que dificultou a defesa da vítima.

De acordo com a acusação feita pelo Ministério Público (MP), Anderson furtou US$ 700, 80 libras, R$ 800, celular e cartão bancário de Ana.

A sentença foi lida pelo juiz Roberto Zanechelli, da 1ª Vara do Júri do Fórum Criminal da Barra Funda. 

Anderson chorou e chegou a pedir perdão à família da vítima por ter matado a dançarina durante o júri, confessou ter esganado a ex-namorada após uma discussão no apartamento onde ela morava, na Zona Sul de São Paulo. O corpo da dançarina só foi encontrado dois dias depois.

Comentários

Comentários

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here