Uma parada natalina levou o Papai Noel ao encontro do público que aguardava a sua chegada no Largo de  São Sebastião, no Centro de Manaus, no começo da noite deste domingo (3/12).

Quarenta e cinco alunos do Liceu de Artes e Ofícios Cláudio Santoro participaram da ação que contou com uma fanfarra – formada por alunos do Liceu e da Escola Estadual Manoel Severiano Nunes -, e personagens como a Mamãe Noel, brinquedos, duendes, bonecas de porcelana, bailarinas e soldadinhos de chumbo. O grupo surpreendeu o público vindo pela Rua José Clemente, passando pelo Largo de São Sebastião até chegar ao Teatro Amazonas, onde Papai Noel apareceu na sacada e, logo em seguida, se uniu aos personagens.

No Largo, o Bom Velhinho encontrou o secretário de Estado de Cultura, Denilson Novo, a presidente do Fundo de Promoção Social e Erradicação da Pobreza (FPS), Mônica Mendes, e a presidente da Agência Amazonense de Desenvolvimento Cultural (AADC), Patrícia Cuvello, e juntos apertaram o botão que acendeu as luzes da Árvore de Natal montada no espaço.

A programação contou, também, com um concerto do Madrigal Ivete Ibiapina, com canções natalinas e músicas populares; e do Coral do Amazonas que apresentou ópera, músicas natalinas e regionais. Para finalizar a noite, a Amazonas Jazz Band subiu ao palco, fazendo um show misto, com canções da época e música pop.

Durante toda a programação, a acessibilidade foi marcada pela participação de intérpretes da Língua Brasileira de Sinais (Libras).

Encantamento – Lidiane Carvalho levou as filhas Sâmmya (8) e Sophia (4) para curtir a programação e ficou encantada com a parada natalina. “Há 8 anos, desde o nascimento da minha filha mais velha, que participo desse evento.  Acho importante, pois incentiva a imaginação e o respeito às tradições”, disse. “Esse ano foi melhor, a parada foi muito legal. Minhas filhas fazem balé no Claudio Santoro e ficaram encantadas com as bailarinas”.

Andrea Fleury, 40, também foi conhecer o Papai Noel. Recém-operada, contou com a ajuda da mãe Zilda, 64, para visitar a Casa do Bom Velhinho. “É a primeira vez que eu tenho a oportunidade e, mesmo me recuperando de uma cirurgia, decidi conhecer. Está tudo lindo, uma maravilha!”, afirmou.

Comentários

Comentários

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here