Connect with us

Manaus, AM,

BRASIL

Técnica em enfermagem que fez campanha fique em casa morre de Covid-19

Publicado

em

Foi confirmada pela Associação dos Hospitais Privados de Alta Complexidade do Estado de Goiás (Ahpaceg) a terceira morte no estado de Goiás pelo novo coronavírus (Covid-19). De acordo com uma publicação feita pelo governador de Goiás, Ronaldo Caiado (DEM), a vítima de 38 anos é uma técnica de enfermagem e laboratório do Hospital do Coração de Goiânia.

A mulher é uma dos profissionais de saúde da Ahpaceg que participou da campanha pedindo para as pessoas ficarem em casa durante a pandemia do novo coronavírus. “Adelita fez campanha para que fiquem em casa enquanto milhares de profissionais de diversas áreas, assim como ela, estão na linha de frente em defesa dos goianos. Expostos a riscos, longe de familiares, pensando em ajudar a quem precisa. Cumprindo um juramento de salvar vidas”, escreveu Caiado em uma rede social.

“Adelita não tinha qualquer comorbidade e perdeu a vida diante de um vírus que mata, independentemente de idade. Gente, vamos seguir orientações. Fiquem em casa. Pensem e respeitem o próximo. Só vamos vencer este momento se estivermos juntos. Que Deus conforte familiares e amigos”, conclui o governador.

View this post on Instagram

Uma heroína que perdeu a vida para salvar vidas. A luta de Adelita Ribeiro, técnica de enfermagem e laboratório, morta aos 38 anos, vítima do coronavírus, jamais será esquecida pelo Estado. Essa é minha palavra como governador de Goiás. E ela fez campanha de alerta para que as pessoas fiquem em casa enquanto milhares de profissionais de diversas áreas, assim como ela, estão na linha de frente em defesa dos goianos. Expostos a riscos, longe de seus familiares, pensando em ajudar a quem precisa. Cumprindo um juramento de salvar vidas. Ela não tinha qualquer comorbidade (doenças que são consideradas fator de risco quando associada ao Covid-19, como cardiopatia, diabetes, entre outras) e perdeu a vida diante de um vírus que mata, independentemente de idade. Gente, vamos seguir as orientações. Fiquem em casa. Pensem e respeitem o próximo. Só vamos vencer este momento se estivermos juntos. Que Deus conforte os familiares e amigos.

A post shared by Ronaldo Caiado (@ronaldocaiado) on

Na última sexta-feira (3/4), o governador de Goiás, Ronaldo Caiado (DEM), publicou decreto prorrogando o prazo de quarentena no estado até 19 de abril. Segundo o novo decreto, alguns estabelecimentos que estavam fechados poderão passar a funcionar. Por exemplo, locais que estejam produzindo exclusivamente equipamentos e insumos para o combate à Covid-19 podem deixar as portas abertas.

 

Mais Lidas