Connect with us

Manaus, AM,

POLÍTICA

Depois de pedir ajuda à Greta, Arthur vai pagar R$10 milhões para demolir T1

O prazo para a demolição do terminal e a construção de um novo é de 270 dias

Publicado

em

Manaus – Em meio à pandemia provocada pelo coronavírus (COVID-19), que levou Manaus a se tornar uma das principais capitais brasileiras com alto índice de contaminação, a prefeitura de Manaus decidiu demolir o terminal de ônibus localizado na Constantino Nery, o Terminal 1.

A obra será executada pela empresa Nasser Engenharia LTDA e está avaliada em torno de R$10,3 milhões. O prazo para a demolição do terminal e a construção de um novo é de 270 dias. O documento de aprovação do contrato assinado pelo secretário Kelton Aguiar foi publicado do Diário Oficial do Município.


A decisão do prefeito gerou polêmica entre alguns parlamentares, principalmente no que diz respeito à urgência de combater a pandemia e priorizar a saúde dos amazonenses. O vereador Chico Preto (DC) defende que há outras prioridades urgentes que a prefeitura deveria focar.

“O Arthur teve sete anos para tomar essa decisão e fez isso no fim do mandato. É claro que em pouco mais de 6 meses ele não vai conseguir concluir. Por que iniciar algo que não vai conseguir terminar? Isso deve ser esclarecido”, declarou o vereador.
As eleições que irão definir o novo prefeito da cidade estão previstas para outubro.

O Terminal 1 já havia passado por uma reforma recentemente, no ano de 2018, com serviços de pintura, Wi-Fi, grades novas e arborização.
Além da demolição do Terminal 1, o prefeito também anunciou a construção de um novo terminal de ônibus, o T6, que ficará localizado na Avenida das Flores.

Mais Lidas