Manaus|AM – Diante da crise nacional e o anúncio eminente da reforma da previdência o beneficio do pagamento da chamada verba do paletó soa como inapropriado– além do pagamento de 14º e 15º salários a senadores, deputados federais e estaduais e vereadores – causando grande desconforto na população brasileira, e tentando surfar nessa onda de indignação coletiva o deputado estadual  Dermilson Chagas (PP) protocolou na última terça-feira (12) na Assembleia Legislativa do Amazonas, um documento abrindo mão do benefício no valor de R$ 36 mil.

Para Dermilson os colegas deputados precisam agir de acordo com o interesse da população. 

 Assista:

https://youtu.be/cZ0yKQcb4J4

Em setembro do ano passado, o parlamentar que era líder do governo Amazonino na Assembleia teve um desentendimento com o ex-deputado Abdala Fraxe (Podemos) que quase terminou em pancadaria.

Foto: Ronaldo Siqueira

Dermilson Chagas desaprovou o fato de que o deputado Sabá Reis (PR), ter usado a tribuna para fazer duras críticas do governo do Estado referente a participação do governador Amazonino Mendes (PDT), no último debate da TV Band. Dermilson subiu à tribuna e discursou sobre a compra de um terreno, feita na gestão governador interino David Almeida (PSB), atual candidato ao governo do Estado do Amazonas.

Abdala Fraxe foi citado no discurso porque o imóvel vendido ao estado pertencia ao pai dele, o que acabou gerando a ira do deputado.

Ablada proferiu diversas palavras de baixo calão contra o colega Dermilson que, reagiu indagando se aquilo era uma ameaça.

“Por acaso o senhor é mais homem do que eu?”, disse Dermilson.  Neste momento o Deputado Abdala Fraxe correu enfurecido em direção ao colega Demilson Chagas que teve que ser escoltado por seguranças da Assembleia.

O clima entre Dermilson e Adala ficou tão pesado que a sessão teve que ser suspensa.

Fonte: Expresso AM

Comentários

Comentários