A história da travesti cearense Dandara dos Santos (42), morta brutalmente em fevereiro deste ano, virou filme e estreia no 25º Festival Mix Brasil. O festival ocorre até 26 de novembro, em São Paulo.

Com direção e roteiro de Flávia Ayer e Fred Bottrel, o curta-metragem “Dandara”, gravado na capital cearense, traz depoimentos de parentes e amigos, além de retratar onde a travesti nasceu, viveu, trabalhou e foi assassinada.

Dandara – Trailer

Compartilhe o trailerDandara, a história por trás do crime que escancarou a transfobia no BrasilSessões no Festival Mix BrasilCCSP – Sala Lima Barreto – Entrada gratuita19/11, domingo, às 15h3021/11, terça, às 19h30

Posted by Dandara on Monday, November 13, 2017

Com duração de 14 minutos, o curta estreia em duas sessões no Centro Cultural São Paulo (CCSP), neste domingo (19), às 15h30 e na terça-feira (21), a partir das 19h30. 

Caso Dandara

O crime aconteceu no dia 15 de fevereiro, no Bairro Bom Jardim, e ganhou repercussão em todo o Brasil e no mundo após o compartilhamento do vídeo que mostra a travesti sendo agredida por um grupo no meio da rua.

O vídeo, gravado por uma pessoa que está com o grupo de agressores, mostra parte da violência. A gravação tem 1 minuto e 20 segundos e termina quando os suspeitos colocam a vítima no carrinho de mão, após agressões com chutes, chineladas, pedaços de madeira, e descem a rua. Em seguida, ela é assassinada a tiros.

Os suspeitos do crime foram presos e aguardam julgamento.

Fonte: G1 Ceará 

Comentários

Comentários