Ekaterina Andreeva, de 31 anos, foi presa por supostamente ferir uma tradição do Egito. A dançarina do ventre russa foi acusada de se apresentar sem calcinha em uma casa noturna na cidade de Gizé. Com informações do jornal Extra.

A polícia decidiu investigar o caso depois que um vídeo da performance viralizou na web. A dançarina, que usa o nome artístico de Gawhara, foi indiciada por “incitar jovens à desobediência e à imoralidade”.

Depois de três dias presa, Ekaterina foi solta. Autoridades foram convencidas de que ela estava usando uma calcinha na cor da pele e retiraram a acusação.
Geralmente, juízes egípcios mais rigorosos não consideram uma peça íntima bege válida para esconder a nudez. “As regras para a performance da dança obrigam a artista a usar roupas íntimas de qualquer cor, menos bege. Gawhara não tinha nenhuma roupa debaixo e, claro, era provocativo”, comentou o promotor do caso, Hatim Dadl.

Veja o vídeo polêmico:

A russa e o marido têm um estúdio de dança do ventre em Moscou (Rússia). Ekaterina se apresenta em festivais em vários países.

 

Comentários

Comentários