Foto: Divulgação/Veja

No fim do ano passado, um pacote turístico inusitado e 100% voltado ao público masculino provocou a curiosidade de muita gente. Era o Ilha do Sexo, um resort exclusivo em que prostituição e uso de drogas eram liberados. Além disso, havia campeonatos de golfe, com prêmios insólitos para o campeão, como meia hora acompanhado por todas as sessenta mulheres da companhia, chamada The Good Girls Company.

O negócio acabou virando um problema diplomático, quando uma fonte afirmou que o “paraíso sexual” ficaria em Trinidad Tobago. As autoridades locais prometeram fazer plantão no aeroporto e até deportar os estrangeiros que chegariam para o “grande evento”.

Depois da grande festa (um pacote de 22.000 reais para uma semana), que ocorreu no fim do ano passado, os organizadores decidiram mostrar fotos da localização. Adivinha? Era na castigada Venezuela, na Isla Margarita, popular na costa noroeste do país onde a prostituição é legalizada. O tal resort ficava em uma praia deserta, ao norte do ponto.

O pessoal da Good Girls promete que rolará uma nova edição em 2019. Desta vez, um pacote mais restrito, para apenas trinta homens, que terão liberados bebidas, drogas, festas, shows de sexo explícito, além de, segundo a propaganda “sexo ilimitado com lindas garotas latinas”. Não aumentou o preço da experiência, viu? Custará os mesmos 6 000 dólares (ou 22 000 reais), com tudo incluso.

Fonte: Revista Ronda

Comentários

Comentários