O médico Denis Cesar Barros Furtado, 45 anos, está sendo procurado pela polícia, devido à morte da bancária Lilian Quezia Calixto de Lima Jamberci, 46 anos. Bastante conhecido nas redes sociais como ‘Doutor Bumbum’, Furtado foi o cirurgião responsável por um procedimento estético ao qual Lilian se submeteu, no último sábado, 14/07, antes de morrer no domingo, 15/07. Agora, ele está foragido.

Leia também: Preso monitorado por tornozeleira é morto por dupla no bairro Santo Antônio

De acordo com o jornal O Globo , Lilian viajou de Cuiabá, no Mato Grosso, para o Rio de Janeiro, a fim de realizar uma intervenção plástica nos glúteos com o ‘ Doutor Bumbum ‘. No último sábado, perto das 22h, ela foi atendida pelo médico, em seu apartamento, uma cobertura na Barra da Tijuca. Porém, passou mal logo após o procedimento.

Segundo as investigações, Lilian teve que ser levada ao hospital Barra D’or, também na zona oeste do Rio. Foi o doutor Denis Furtado mesmo quem a levou ao hospital. No entanto, ela não resistiu e morreu.

Leia também: Por suspeita de fraude, Ministério Público investiga manobras de David Almeida

Segundo a diretora do Barra D’or, Martha Maria Soares Savedra, Lilian estava lúcida quando deu entrada no setor de emergência da unidade, às 22h59. Ela estava acompanhada de um casal: o médico Furtado e sua namorada. Antes de chegar ao hospital, Lilian havia passado por uma bioplastia de glúteos , em que lhe foram implantados cerca de 300 ml de silicone.

Martha ainda contou à Polícia Civil que Lilian apresentava taquiacardia, dispneia, cianose, sudorese intensa e hipotensão. Ao analisar o motivo de sua morte, constatada às 1h12 do domingo, a médica informa que é possível que a bancária tenha sofrido uma embolia pulmonar, devido a aplicação do silicone .

Leia também: Aniversário de garoto tem tema do site pornô, viraliza e causa polêmica

Paciente do Doutor Bumbum iria voltar para Cuiabá no domingo
De acordo com o viúvo de Lilian, Osmar Jamberci, o plano era da bancária voltar para Cuiabá ainda no sábado. “Ela veio sábado de manhã para voltar à noite, era um bate-volta. Disse pra família que iria colocar um chip por conta da menopausa”, disse Osmar.

“Às 8h30 de domingo, esse médico me ligou dizendo que tinha havido uma complicação e que precisavam de alguém para liberar o corpo. Foi a única vez que falei com ele, desde então não apareceu mais”, contou o viúvo ao jornal O Extra.

O casal tinha uma filha de 13 anos e estava casado há duas décadas. Lilian também tinha um filho de 23 de um relacionamento anterior.

Leia também: Amigos gays são expulsos por seguranças do Flutuante Sun Paradise

De acordo com a Polícia Civil, a investigação sobre a morte de Lilian está sob sigilo na 16ª DP, da Barra da Tijuca. Além disso, o Conselho Regional de Medicina do Estado do Rio de Janeiro (Cremerj) informou, por meio de uma nota, que já abriu uma sindicância para apurar os fatos relacionados a esse caso e ao ‘ Doutor Bumbum’ .

 

Fonte: IG

Comentários

Comentários