A Polícia Civil do Amazonas, por meio do 2° Distrito Integrado de Polícia (DIP) durante patrulhamento na tarde de sexta-feira (22), prendeu um fugitivo do Complexo Penitenciário Anísio Jobim (Compaj) Thiago Castro de Gama, de 27 anos, e Ivanilson Sales de Souza, de 20 anos, envolvidos com o tráfico de drogas em Manaus.

De acordo com a autoridade policial, durante a ação os policiais civis cumpriram mandado de prisão preventiva por homicídio, em nome de Thiago. A dupla foi abordada no momento em que trafegava, em uma motocicleta, pela rua Felismino Soares, bairro Colônia Oliveira Machado, Zona Sul de Manaus.

“Recebemos denúncia anônima, informando que a dupla estaria transportando substâncias ilícitas em uma motocicleta de cor cinza, naquela região de Manaus. Identificamos os infratores a partir das características repassadas e os abordamos. Ao revistarmos o compartimento de carga da motocicleta, achamos uma porção grande de maconha”, disse o delegado.

Prisão preventiva – O titular do 2º DIP ressaltou que o mandado de prisão preventiva por homicídio em nome de Thiago foi expedido no dia 1º de novembro deste ano, pelo juiz Anésio Rocha Pinheiro, da 2ª Vara do Tribunal do Júri. Aldeney Goes enfatizou, ainda, que o infrator possui envolvimento na chacina ocorrida no dia 1º de janeiro deste ano, no Compaj.

Em consulta ao site do Tribunal de Justiça do Estado do Amazonas (TJAM), os policiais civis do 2º DIP constataram que Ivanilson já responde a dois processos por tráfico de drogas e que havia rompido a tornozeleira eletrônica que deveria estar usando.

Ivanilson e Thiago foram autuados em flagrante por tráfico de drogas e associação ao tráfico. Ao término dos procedimentos cabíveis na unidade policial, a dupla será levada para Audiência de Custódia no Fórum Ministro Henoch da Silva Reis, bairro São Francisco, zona sul da capital. Thiago, além do flagrante, será indiciado por homicídio. Após a Audiência de Custódia, ele será encaminhado ao Centro de Detenção Provisória Masculino (CDPM), onde irá ficar à disposição da Justiça.

Comentários

Comentários