A Justiça de Huntsville, Alabama, Estados Unidos, começou o julgamento de um caso que chocou a cidade. Sean Cole, 29 anos, e Khadeijah Moore, 21, foram presos acusados de estuprar o filho de 11 anos de Sean — o garoto é autista. Segundo informações da Corte, os dois teriam feito isso porque “achavam que o menino era gay”.

Foto: Sean Cole e Khadeijah Moore

Ainda de acordo com as informações da Justiça, o pai teria visto o filho em uma brincadeira com outro garoto e interpretou aquilo como se ele fosse homossexual. Para “dar uma lição”, fez sexo com o menino e ainda pediu para que a namorada fizesse o mesmo.

A mãe do menino foi quem percebeu uma mudança de comportamento. Ao voltar para casa, ele começou a fazer perguntas relacionadas a sexo e, em um das situações, contou o que houve. “Por que o papai fez isso comigo? Ele disse para não contar para ninguém. Eu falhei. Contei para você”, afirmou o garoto, segundo o jornal Metro.

O crime ocorreu no fim de 2016. O casal foi preso em janeiro de 2017. A previsão é que o julgamento termine em 24 de maio. Os dois podem pegar prisão perpétua.

Fonte: Metro

 

Comentários

Comentários