A atual gestão do diretório estadual do PSL-AM, partido do presidenciável Jair Bolsonaro, estaria sendo muito criticada por seus correligionários e devido a isso a legenda perdeu recentemente o Capitão Alberto Neto, pré-candidato ao cargo de Deputado Federal. O destino político do capitão ainda não foi divulgado.

Foto: Ubirajara Rosses quando apoio Eduardo Braga na eleição do governo do estado

Em um grupo de Whatsapp do partido, Alberto Neto estaria sendo denegrido pelo Presidente do PSL/AM e tenente coronel da reserva, Ubirajara Rosses, após a sua saída.

De acordo com pessoas ligadas ao PSL-AM o atual presidente do partido estaria beneficiando o irmão que é pré-candidato a deputado estadual e a um pré-candidato ao senado em troca dele ser seu suplente, além disso a sua gestão não teria transparência com o dinheiro que é dado para o pagamento de dívida da legenda e a cada reunião é anunciado um valor diferente ao débito e os pre-candidatos são instigados a fazerem doações.

O PSL-AM ainda não definiu quem são os candidatos a deputados federal e estadual e tem uma lista de aproximadamente 50 nomes a espera de uma reposta positiva do partido, no entanto, na página da sigla no Facebook, o Delegado Péricles, irmão de Ubirajara Rosses, é o único que consta como pre-candidato a deputado estadual e que participa da inauguração de diretórios no estado o que evidencia favoritismo.

Além disso a incompetência do partido tem causado boicote a candidatura de Bolsonaro no estado pois de 62 municípios do Amazonas só foram inaugurados três diretórios em cidades que já possuem movimento sociais o que não faz frente para angariar votos ao presidenciável.

Amazonas News com informações do Am Post

Comentários

Comentários