ADI KURNIAWAN/Reuters/Direitos Reservados

Por Agência Brasil

As autoridades indonésias informaram que subiu 222 o número mortos num tsunami que atingiu a Indonésia no sábado (22) e que causou ainda pelo menos 843 feridos e mais de 28 desaparecidos.

A Agência Nacional de Gestão de Desastres da Indonésia alertou hoje (23) para a possibilidade de ocorrer um novo tsunami na costa do Estreito de Sunda, entre as ilhas de Java e Sumatra. Em causa está a contínua atividade do vulcão Anak Krakatau.

O anterior balanço dava conta de 168 mortos, 745 feridos e 30 desaparecidos.

As autoridades indonésias confundiram inicialmente o tsunami com uma maré crescente e chegaram a apelar à população para não entrar em pânico, noticiou a agência de notícias France-Presse.

“Foi um erro, sentimos muito”, escreveu na rede social Twitter o porta-voz da Agência Nacional de Gestão de Desastres, Sutopo Purwo Nugroho.

O tsunami foi desencadeado por uma maré anormal associada a um deslizamento submarino causado pela erupção do vulcão Anak Krakatau. O tsunami atingiu Lampung, Samatra, e as regiões de Serang e Pandeglang, em Java.

“A combinação causou um tsunami repentino que atingiu a costa”, segundo a agência. A área mais afetada foi a região de Pandeglang, na província de Banten, em Java, que abrange o Parque Nacional de Ujung Kulon e praias populares, de acordo com as autoridades.O vulcão Anak Krakatau, no Estreito de Sunda, que liga o Oceano Índico ao Mar de Java, tem 305 metros de altura está localizado a cerca de 200 quilometros a sudoeste da capital Jacarta, onde tem sido registada atividade desde junho.

Comentários

Comentários