Foto: Reprodução

As maratonas de sexo não são completamente seguras ​​e podem levar à morte, como aconteceu com uma mulher colombiana de 32 anos depois de cinco horas contínuas de sexo.

Segundo o site El Periódico, este caso aconteceu na cidade de Cali e que a vítima era conhecida como La Fiera, e ela sofreu uma parada cardíaca depois de tanto sexo.

Seu parceiro foi quem a levou ao Hospital Universitário de Valle em um táxi. Infelizmente, os médicos não conseguiram reanimá-la.

Consumo de drogas

Depois de saber que a mulher tinha morrido, o homem deu depoimento para a polícia, ele contou que fazia sexo com ela todos os dias, a média de cinco horas contínuas, consumido drogas. Dessa vez ela se sentiu tonteira, começou a ter convulsões e desmaiou.

Comentários

Comentários