Foto: divulgação/ Rondinely Fonseca

Manaus – O Partido Socialismo e Liberdade (PSOL) Amazonas, é o primeiro partido a realizar convenção geral, marcada para o dia 20 de julho, na Sede Social do São Raimundo Esporte Clube, no bairro São Raimundo, rua Rio Branco, 55. A partir das 18 horas.

A sigla lança uma chapa ‘puro sangue’, e indica líder sindical como pré-candidato ao governo do estado, ‘Berg da UGT’, e para compor a chapa como vice, Ilzanete Campos Paz. Para deputado estadual foram indicados 48 nomes, 16 para federal e 2 para o Senado Federal.

 O partido acredita nos nomes apresentados e em seus militantes espalhados nos 61 municípios do estado, bem como a indecisão, de alguns eleitores, que não foram às urnas, na última eleição, quando o Amazonas teve que votar para a eleição suplementar, após a cassação dos mandatos do ex-governador, José Melo (PROS), e do vice, Henrique Oliveira, por compra de votos nas eleições de 2014, número que foi superior aos votantes e chegou a 1.016.635 das pessoas que não votaram.

Para a presidente do partido, Pedrinha Lasmar, apresentar os nomes de pessoas sérias e comprometidas com as causas sociais visa fortalecer ainda mais a sigla, “apresentamos pessoas nativas e compromissadas com suas comunidades, estas que lutam por melhorias de seus comunitários, de associados, de militantes, bem como de todos que trabalham e acordam cedo para irem em busca do seu ganha pão”, enfatizou.

 O pré-candidato, ‘Berg da UGT’, é sindicalista, bem como, presidente do Sindicato dos Bancários e, (licenciado temporariamente de acordo com a  Lei Complementar nº 64/1990), secretário de finanças da União Geral dos Trabalhadores (UGT), unidade Amazonas. Para buscar e oferecer melhorias a população do estado, Berg vem com apoio de 42 entidades sindicais no Amazonas que, em decisão unânime, resolveram apostar em seu nome.

Ilzanete, vice ao governo, natural de Itacoatiara, é assistente social e participa ativamente em movimentos sociais, têm pós-graduação em psicopedagogia clínico institucional e, atualmente, está fazendo faculdade para o curso de história.

A sigla tem crescido nos últimos anos no país, e no amazonas não é diferente, prova disso se dá pelo não envolvimento em corrupção e, na eleição suplementar, se foi possível obter uma votação expressiva em parcerias com a  Rede Sustentabilidade.

Comentários

Comentários