Foto: Reprodução/Facebook

Maués|AM – A travesti Charlene Keroly, de 26 anos, com nome de nascimento Cleudevan Rodrigues Negreiros, teria descobrido que seu namorado a traía com a melhor amiga, uma outra travesti e teria cometido o suicídio, na última quinta-feira, 31/01, no município de Maués, a 356 km de distância de Manaus.

Charlene teria flagrado a cena de traição e acabou se enforcando dentro de sua casa. O caso teve grande comoção no município.

A família suspeita que não foi suicídio e sim assassinato

Alguns amigos acreditam que o motivo do suicídio seria depressão. A Polícia Civil do município deve investigar o caso.

Outro lado

Um parente da vítima disse com exclusividade para o Portal Amazonas News, que a família discorda da história de suicídio e acredita em assassinato.

“A maneira que foi encontrado o corpo, mais parece com um suicídio forjado. Ele morava com minha vó e uma prima que não é nada fácil, minha vó veio se tratar em Manaus e ele ficou só com a prima em Maués, Cleudevan “Charlene” era muito feliz, não sofria de depressão e não teria motivo para cometer suicídio”. desabafou

Suspeita da família

Charlene teve caso com um homem e estava sendo ameaçada de morte pelo companheiro desse homem. Na noite anterior de ser encontrada morta, ela estaria jogando baralho com duas pessoas.

Comentários

Comentários