Duas travestis passaram por uma saia justa ao tentar utilizar o banheiro feminino de um shopping, em Belém. Em um vídeo que circula pela internet, elas reclamam que foram barradas pelos seguranças do estabelecimento.

Para o movimento LGBT, os estabelecimentos comerciais não têm o direito de proibir que uma travesti use o banheiro feminino. Segundo eles, os banheiros devem ser usados de acordo com a identidade de gênero e não de acordo com o sexo biológico.

Atualmente, não há uma lei específica para afirmar se travestis possuem ou não o direito de utilizar o banheiro feminino. Entretanto, já existe um movimento no Brasil em busca da aprovação de leis que garantam os direitos do público LGBT.

Um dos empecilhos para a aprovação está no constrangimento que muitas mulheres ainda se sentem em ter que dividir o espaço com as travestis.

 

Comentários

Comentários