Manaus – O governador Wilson Lima reafirmou que vai manter o compromisso de pagar, em março, a data-base de 2019 dos servidores da Secretaria de Estado da Educação e Qualidade do Ensino (Seduc), que já iniciou diálogo com representantes dos trabalhadores do setor. De acordo com o governador, honrar compromissos assumidos e não gastar mais do que o estado arrecada é prioridade da sua administração.

“Promover e fortalecer a educação é o que mais quero. Quando a educação falha é o sistema que falha como um todo. Não existe nenhuma sociedade bem desenvolvida sem educação. Ela transforma a vida das pessoas. E é preciso garantir a valorização dos profissionais e dar melhores condições de trabalho”, afirmou o governador durante evento de abertura do ano letivo, na última sexta-feira (01/02), no Centro de Convenções Vasco Vasques, zona centro-sul de Manaus.

Além de reafirmar o compromisso de pagar a data-base 2019 dos profissionais da educação, Wilson Lima destacou que o reajuste salarial de 9,38% foi pago em janeiro.

“A administração anterior tentou nos amarrar de todas as formas, sobretudo financeira. Travar nossas ações pra ver se o estado vira um caos. Mas nós estamos trabalhando todos os dias para romper essas amarras, para honrar compromissos e valorizar os servidores e também melhorar a vida do cidadão”, disse governador.

O secretário da Seduc, Luiz Castro, já reuniu com representantes dos Sindicatos dos Trabalhadores em Educação do Estado do Amazonas (Sinteam) e dos Professores e Pedagogos de Manaus (Asprom-Sindical) e do Movimento de Vigilantes, Administrativos e Serviços Gerais (Vamseg). O objetivo foi conhecer as pautas de interesse das categorias.

A reunião foi realizada no dia 21 de janeiro, logo após a posse do novo secretário, e marcou o início de um diálogo contínuo com todos os representantes de categorias. “Nós estamos aqui para dialogar e conduzir os trabalhos de maneira diferente. Queremos ouvir, compreender e construir, na medida do possível, coletivamente”, ressaltou Luiz Castro.

O secretário ouviu as demandas sobre o plano de saúde, reformulação do Plano de Cargos, Carreiras e Remuneração (PCCR) e representatividade nos conselhos da área de educação.

Além do titular da pasta, o secretário Executivo Adjunto, Luís Fabian Barbosa, o secretário Executivo Adjunto da Capital, Bibiano Filho, a secretária executiva Adjunta do Interior, Ana Maria Freitas e o secretário Executivo Adjunto Pedagógico, Raimundo Barradas, participaram da reunião.

Comentários

Comentários